The Garoupini Chronicles
sexta-feira, junho 18, 2004
 
No leitor de cds esta semana...


Tom Jones - She´s a Lady
quinta-feira, junho 17, 2004
 
Euro 2004 : Jogadores
São nestas grandes competições que muitos dos jogadores passam do anonimato para grandes estrelas do futebol europeu. Aqui estão 3 jogadores que depois do Euro 2004 quase de certeza serão cobiçados pelos grandes clubes europeus. Não deixa de ser curioso, numa competição que não tem tido muitos golos, serem 3 jogadores de ataque.




Vicente Rodriguez

Extremo esquerdo da selecção espanhola. Grande exibição frente a Rússia, jogador de drible fácil, rápido e com um poder explosão fantástico. Contra a Grécia já foi alvo de uma marcação mais dura por parte dos defesas helénicos mas mesmo assim não deixou de ter recortes de jogador com um grande talento e um imenso potencial.




Wayne Rooney

Avançado inglês. Trocou os olhos aos defesas franceses. Sempre em movimento, muito lutador (as vezes até de mais), tem um remate fácil e um bom poder de drible. Tem apenas 19 anos e joga no Everton mas de certeza que não ficará por lá muito mais tempo.



Alexander Frei

Ponta de lança suíço, joga no Rennes de Lazlo Boloni. Até ao Croácia-Suiça nunca o tinha visto jogar. É dos jogadores que, de facto, me chamou mais à atenção. Com a Suiça a jogar com 10 jogadores, Frei foi obrigado a ser o único atacante da equipa helvética. Lutou, correu, sofreu inúmeras faltas por duas vezes quase que marcava. È um avançado de grande mobilidade, forte e veloz, com técnica e que não vira a cara à luta. “Partiu” os rins aos defesas croatas e por isso sofreu imensas faltas. Vamos ver como joga contra a Inglaterra.

 
Euro 2004 : Equipas
Acabou a primeira jornada de jogos dos grupos do Euro2004. Até ao momento apenas duas equipas me encheram o olho e não foi nenhuma daquelas que à partida seriam consideradas favoritas. Curiosamente são duas selecções escandinavas: Dinamarca e Suécia. Com um 4-4-2 muito bem estruturado, com trocas de bola rápidas e directas, com dois extremos bem à linha ( Rommedahl e Jorgensen) e dois avançados que se entendem muito bem e com os olhos sempre postos na baliza (Tommason e Sand), a Dinamarca é até agora na minha óptica a melhor equipa do Euro 2004. No jogo com a Itália, que à partida a squadra azzuri conseguiria sair vencedora com mais ou menos dificuldade, a verdade é que a Dinamarca dominou, controlou, atacou e, só devido a um grande Buffon presente na baliza italiana, é que não marcou. Por pouco a Itália ( muita vedeta tem esta selecção) não saiu do Estádio D. Afonso Henriques derrotada.

A Suécia impôs chapa 5 à Bulgária. Só por isso merece que seja mencionada no grupo das melhores selecções até ao momento. Deixou uma boa impressão mas...a Bulgária não é uma Itália. Só depois do jogo da Suécia com a Itália é que se poderá ter uma ideia real do verdadeiro valor desta selecção. Mesmo assim, nos dias de hoje e em competições deste tipo, marcar 5 golos é raro.


Powered by Blogger

Introduza o seu e-mail para subscrever o The Garoupini Chronicles


Qual a melhor personagem de sempre de uma sitcom?
  
Free polls from Pollhost.com
LINKS