The Garoupini Chronicles
quinta-feira, dezembro 11, 2003
 
Uma Estrada. 1,2 g/l de Terror
Uma chamada de atençao para o artigo "Uma Estrada. 1,2 g/l de Terror" que foi publicado no blog Sedoxil

Vale a pena ler para depois mais tarde reflectir

 
E o próximo adversário do FC Porto é...?
Depois do empate a uma bola em Madrid frente ao Real , as atenções do FC Porto viram-se agora para o sorteio dos oitavos de final da Liga dos Campeões. Neste novo formato da liga milionária, depois da primeira fase de grupos agora a segunda fase desenrola-se através de eliminatórias a duas mãos. E a vida não parece nada fácil para a equipa de José Mourinho. Ao qualificar-se no segundo lugar do grupo F, o Porto agora irá defrontar uma equipa que tenha terminado no 1º lugar de um grupo, exceptuando o Real Madrid que fazia parte do grupo do portistas. Assim sendo uma destas equipas vai-se atravessar no caminho do FC Porto nos oitavos de final : Lyon, Arsenal, Mónaco, Juventus, Manchester United, Chelsea e AC Milan. O sorteio realiza-se na próxima sexta-feira em Nyon, na Suíça. Destaque também para o Benfica que irá conhecer o próximo adversário na Taça UEFA. Os jogos de ambas as competições realizam-se em Feveiro do próximo ano.
terça-feira, dezembro 09, 2003
 
Primeiro mês do The Garoupini Chronicles
Faz hoje exactamente um mês que o The Garoupini Chronicles foi lançado na “blogosfera”. Nesse período tivemos 685 visitas. Nada mau hein? A todos que têm visitado, lido e comentado o The Garoupini Chronicles o nosso obrigado. Sempre que tenham um opinião sobre algo, mesmo que não achem importante, não deixem que participar na secção de comentários do nosso tão estimado blog.
 
O último obstáculo de Figo
A fase final do Euro 2004 irá ser a última grande competição da carreira de muitos jogadores, com muitos dos profissionais a escolherem “pendurar as botas” a nível internacional no topo. Se calhar nenhum dos jogadores vai deixar tantas saudades quanto o Luís Figo que poderá vestir a camisola de Portugal pela ultima vez no próximo verão.

Se ele escolher abandonar, o talentoso centro campista do Real Madrid terá escolhido a altura ideal. O Euro 2004 será a primeira grande competição internacional de futebol a realizar-se em Portugal desde o Campeonato de Juniores em 1991, e Figo não poderá negar que jogar em frente de um publico caseiro poderá fazer da sua decisão de abandonar um ponto assente.

“Jogar em frente dos adeptos de Portugal no meu país é a melhor forma de terminar a minha carreira internacional mas ganhar o troféu ainda seria melhor” disse à uefa.com “Chegámos aos quartos de final no Euro 96, ás semi finais no Euro 2000 e quem sabe, um lugar na final talvez no próximo ano. Seria fantástico.”

Grandes trofeus a nível de selecção são a única falha na fantástica colecção de títulos de Figo. Sendo um dos jogadores da “geração de ouro” que ganhou o mundial de juniores, tanto ele e os seus companheiros não conseguiram trazer o brilho esperado a nível sénior.

Mesmo assim, ao subir as aspirações da selecção portuguesa já foi um ganho para Figo. “Nós adoraríamos ganhar uma competição mas para um país como Portugal, estar numa grande competição internacional já é uma vitoria,” disse ele. “Espero que com os novos jogadores que temos, consigamos continuar assim.”

De certeza que a equipa que Portugal apresentará no Euro 2004 será mais jovem do que o usual, com muitos do jogadores mais veteranos, como o defesa Jorge Costa, a renunciar à selecção depois de terem sido eliminados no mundial de 2002 pelos anfitriões da Coreia do Sul.

O sorteio para o campeonato da Europa juntou a equipa de Scolari com os vizinhos da Espanha, a Grécia e a Rússia. Contra adversários tão fortes, Figo tem receio que a vantagem de jogar em casa não conte muito, ao dizer “Jogar em casa é sempre uma vantagem e o apoio das claques e a atmosfera podem ajudar em muito uma equipa, mas temos que recordar que existem equipas muito boas neste torneio, por isso jogar com a França, Itália, Espanha ou Holanda é sempre difícil em qualquer circunstancias.”

Mas é claro que quando se trata de grandes jogos contra equipas poderosas, o próprio tem pouco com que se preocupar. O jogador de 31 anos aprendeu tudo sobre pressão ao ganhar a Taça das Taças, a Liga dos Campeões e campeonatos espanhóis com O FC Barcelona e o Real Madrid.

E vai precisar dessa experiência toda este fim de semana quando o seu antigo clube e actual clube se defrontarem na Liga Espanhola. Depois de ter sido contratado pelo Real Madrid por 65 milhões de Euros ao Barcelona, Figo foi de herói a figura de ódio no Nou Camp. “Para mim e para o Ronaldo, que somos antigos jogadores do Barça, há sempre uma grande atenção por parte dos media antes de qualquer jogo mas nós tentamos não dar muita atenção,” disse o português. “Vamos olhar para este jogo como olhamos para outro qualquer.”

Se ele mantiver a mesma postura quando Portugal entrar em campo para a fase final do próximo verão, a decisão de abandonar terá sido a melhor hora da sua carreira.

Versão original em www.uefa.com


Texto : Julia Court

Tradução : Luís Garoupa

Powered by Blogger

Introduza o seu e-mail para subscrever o The Garoupini Chronicles


Qual a melhor personagem de sempre de uma sitcom?
  
Free polls from Pollhost.com
LINKS